Mesha

 

De 15 de abril a 15 de maio

Deus regente: Mangala (associado ao planeta Marte)

 

Pedra: Ágata-de-fogo

 

Números: 1, 19, 118

 

Palavra-chave: Ação

 

Áreas em que mais se destaca: Esportes, administração de empresas, publicidade, engenharia, carreira militar, educação física, medicina cirúrgica, política, produção de rádio e televisão.

 

 

De acordo com a mitologia hindu, Mangala foi filho de Shiva, o senhor da destruição. Um dia, Shiva estava muito cansado e um gota de suor molhou a terra molhada, surgiu Mangala, um guerreiro incansável que participa das batalhas montado num carneiro branco.

 

A pessoa nativa de Mesha é ousada, sensual e extrovertida. Costuma agir de maneira impulsiva e não aceita limites à sua liberdade. Esse temperamento altivo está associado a Mangala, o deus regente de Mesha.

Por isso, a pessoa que nasce sob a proteção de Mangala nunca se cansa de lutar. Para atingir seus objetivos, enfrenta qualquer obstáculo com garra e determinação.

 

Amante dos desafios, aprecia os trabalhos difíceis e costuma se dar bem em cargos de liderança. É ágil, alegre, espontânea e briguenta. Aliás, muitas vezes chega a destruir uma antiga amizade por falar impensadamente.

 

O nativo de Mesha é também muito irreverente e nutre profundo respeito pelos superiores. Jamais contesta a autoridade dos líderes e é capaz de manter uma disciplina quase militar. Mas não admite injustiças: na sua opinião, um chefe sem discernimento não merece seu respeito.

 

Em compensação, quando assume um posto de comando, pode se transformar num verdadeiro tirano, que não admite ser contestado e pune de maneira exemplar a menor desobediência.