Dhanuh

 

17 de dezembro a 14 de janeiro

 

Deus regente: Brihaspati (associado ao planeta Júpiter)

 

 

Pedra: Quartzo branco

 

Números: 9, 27, 180

 

Palavra-chave: Idealismo

 

Áreas em que mais se destaca: Advocacia, serviço de bordo, educação física, medicina veterinária, filosofia, carreira acadêmica, produção de arte e espetáculos, turismo, tradução, pedagogia.

 

 

O nativo de Dhanuh é extrovertido e descontraído, mas também maduro e sóbrio.

 

Brihaspati é representado pelos artistas o representam como um belo jovem de pele clara e olhos escuros, com chifres na cabeça, sete bocas e cem asas transparentes. Usa sobre os ombros um manto dourado bordado com pedras preciosas, símbolo da sua grandeza e majestade. Sua função era ensinar Indra, o senhor dos deuses, a reconhecer o valor da fé e da penitência. Brihaspati mostrava aos deuses a necessidade de recompensar os humanos merecedores de graças especiais.

 

Por isso, a fé é um valor muito importante na vida do nativo de Dhanu. Nos momentos de crise, ele costuma buscar apoio na oração. E nutre o maior interesse por todos os tipos de religião, de grupos esotéricos e de filosofia.

 

Amante dos estudos e das leituras, costuma devorar livros, revistas e jornais nas horas de lazer.

 

Também gosta de viajar, conversar com amigos e organizar festas bem movimentadas.

 

É muito querido, mas tem alguns desafios importantes a vencer: aprender a ser menos exagerado, evitar as mentiras e não confiar demais em pessoas que não conhece bem. Isso porque é otimista por natureza e sempre acha que todo mundo é bonzinho, o que gera decepções.