Lua Azul

 

No dia 31 de julho de 2015, ocorreu a segunda Lua Cheia do mês. Esse fenômeno é chamado de Lua Azul. É um evento raro, devido ao período lunar corresponder a 28 dias.  É considerado um acontecimento de muita força magnética e poder espiritual, reforçando o sentido de plenitude da Lua Cheia onde acontecem profundas purificações emocionais. A aura romântica e poética da Lua Azul passou a ser associada à crença de que era propícia ao romance e ao encontro de parceiros. Com o tempo surgiu o termo inglês Blue Moon, significando algo muito raro, impossível, dando origem a inúmeras músicas e poemas melancólicos ou esperançosos.

Ao contrário do que o nome sugere, a Lua Azul é associada a perigos e desvario, a desafios emocionais difíceis de viver, que requerem humildade e despojamento. Nesse período as preces tem mais poder e os resultados são mais rápidos.

 

A Lua Azul já era cultuada pelos egípcios.  No início do cristianismo, o culto à Lua Azul passou a ser reprimido por ser considerado uma exacerbação da simbologia lunar, do poder feminino e do culto às Deusas, assuntos perseguidos e proibidos naquela época .

Na Mitologia Celta, esta Lua favorece o contato com o Reino Encantado dos seres da natureza. Invocavam as Rainhas das Fadas  e para agradá-las, os Celtas cultivavam perto de suas casas suas plantas preferidas  e deixavam muitas oferendas para  as fadas.  Para favorecer a “visão”, abrindo a percepção psíquica, usavam Artemísia, em chá ou em infusões para banhos, com invocações mágicas adequadas.

 

A próxima Lua Azul ocorrerá em janeiro de 2018.

 

 

 

  

 

Lua Azul
 
"Nelim Monti"
 
 
Noite de lua cheia.
Lua azul...
No ar um doce mistério
Dia em que o amor, o romantismo
irá florescer com mais impetuosidade.
Noite de mitos festivos
 De planetas e constelações
 De lua azul
Ame alguém...
Ame por breve instante,
 com muita ternura
Deixe-se envolver pela lua azul
 Seus olhos a terá ao alcance.
Viva momentos de sonhos, de alegria,
de esperança, de saudade, da longa
solidão da vida.
Silêncio...
Suspiros, e a eterna saudade de não
poder reproduzir o momento
O dia surgirá e o fio partirá-se novamente.
Blue Moon...
31/07/2004