Simbolismos

 

Todas as linguagens escritas têm sua origem num tipo especial de simbolismo: sinais ou emblemas gráficos. Desde os desenhos rupestres, que o homem primitivo fazia nas paredes das cavernas, até as complexas caligrafias dos alfabetos contemporâneos, os símbolos gráficos servem para a comunicação de idéias, atitudes e sentimentos.

O simbolismo gráfico da cruz é, esotericamente, um dos mais importantes.

Os símbolos gráficos são sinais desenhados, riscados, gravados ou pintados que representam idéias, sentimentos ou atitudes. Existem, já estudados, dezenas de milhares desses sinais, pertencentes às mais diferentes épocas e civilizações.

Veja alguns desses símbolos, considerados os mais básicos e elementares. Tratam-se, todos eles, de sinais com significado universal. Aparecem desde os tempos mais primitivos, mantendo sempre o mesmo significado.

Independente de qualquer terminologia, todos os símbolos encerram em si, uma série de ensinamentos, que poderão ser penetrados em diversos níveis, de acordo com a cultura e o estado de evolução espiritual de cada pessoa.

 

Alguns dos símbolos mais conhecidos.

 

Existem várias maneiras de representar o ativo; poderemos designá-lo pelo número “1” e o passivo pelo número “2”; correspondem a duas forças complementares compõem tudo que existe.

Do equilíbrio dinâmico entre elas surge todo movimento e mutação. Essas forças são: yin (o princípio passivo, feminino, noturno, escuro, frio) e (o yang, o princípio ativo, masculino, diurno, luminoso, quente).

A Cruz exprime a oposição das forças, duas a duas, para dar o nascimento, a quintessência. Nela como conhecemos temos a seguinte situação: “A cabeça domina o corpo, o espírito domina a matéria”. É a imagem da ação, do Ativo sobre o Passivo, do espírito sobre a matéria. Esse é o método dos gnósticos e dos Rosas-Cruzes.

Como sabemos, a cruz exprime suas idéias, porque é formada de uma barra vertical, simbolizando o Ativo, e uma barra horizontal, simbolizando o Passivo, com todas as outras analogias ligados a esses termos. Duas forças, Luz e Calor, opõem-se uma à outra, como positiva e negativa, para constituir um quaternário: é a imagem da Lei do movimento designado por suas forças equilibradas. A sua representação será a Cruz de abas iguais.

Estrela de cinco pontas - Também conhecida como Pentagrama, feitas em um só traço, é símbolo de rico significado, o qual tem sido mudado no decorrer da história. Considera-se, em geral, que ela represente os cinco sentidos com os quais o homem se comunica com o mundo. Pode representar também o próprio homem ideal unificado, onde cada uma das pontas representa a cabeça e os quatro membros do corpo humano.

Oroborus

Um cheio e um vazio e um círculo. O cheio, será representado pela cauda de uma serpente; o vazio, pela sua cabeça, e o círculo, pelo seu corpo. Esse é o sentido do antigo de Oroborus. “A serpente está enrolada sobre si mesma, de tal modo que sua cabeça (vazio, atrativo, positivo) tenta, continuamente, devorar sua cauda (cheia, repulsivo, ativo), que foge em um eterno movimento.”

Estrela de seis pontas - Também chamada de “Estrela de Davi”. As duas naturezas, a masculina e feminina, se interpenetram e se harmonizam, formando uma figura inteiramente nova. Mas apesar da interação perfeita, ambos os princípios originais conservam a sua individualidade. A estrela de seis pontas é considerada, por isso, também um símbolo do matrimônio perfeito.

Triângulo isósceles positivo - Esse triângulo possui dois lados iguais e o ápice voltado para cima, que simboliza o ternário masculino, evolutivo. Representa o anseio do espírito em se libertar da matéria.

 

Existem muitos símbolos usados em astrologia, confira abaixo:

Símbolos astrológicos

 

ou