Oito Símbolos Tibetanos Auspiciosos:

Estes símbolos originaram de um grupo de símbolos indianos utilizados pela realeza e eram apresentados em Cerimônias Especiais (como na coroação de um rei).

Símbolos falam ao nosso nosso coração e sensibilidade. Não pertencem a ninguém e não precisam da interpretação da mente racional.

Concentre-se nestas imagens sempre que precisar de uma "força extra" na luta diária. Sinta quais as mensagens que eles podem trazer para sua vida agora, para que você seja feliz.

 

GUARDA CHUVA DE PROTEÇÃO 

 

Este é um símbolo de proteção e realeza. A sombra protege do calor e do sol e o frescor de sua sombra representa proteção contra o sofrimento, desejo, obstáculos e doenças.

 

Tradições diferentes desenvolveram muitos tipos de guarda-chuva: a parte de cima simboliza sabedoria e o tecido que protege simboliza compaixão.

PEIXES DOURADOS

 

Simbolizam a Felicidade, devido a sua liberdade na água, fertilidade e abundância; devido a sua habilidade de se multiplicar rapidamente.

 

O GRANDE VASO-TESOURO

 

Ele é feito em argila como um bebedouro de água na tradição indiana. Os desenhos Tibetanos trazem pétalas de Flor de Lótus. O tecido é seda;  a parte superior é selada com uma árvore de pedidos de boa sorte, com a raiz retendo água da longevidade (não importa quanto possa retirado do vaso, ele sempre permanece cheio). Simboliza Vida Longa e Prosperidade.

O LÓTUS BRANCO

 

O lótus é o símbolo de pureza expressada em diferentes formas. É capaz de crescer e florescer do lodo, portanto é um símbolo de Geração Divina.

O Lótus no trono implica a Concepção Imaculada, portanto é Divino. As Divindades são sempre representadas segurando um Lótus como símbolo de suas qualidades de Pureza, Compaixão, Renúncia e Perfeição.

A    CONCHA

 

A concha vem das estórias indianas antigas que descrevem os heróis míticos que carregavam grandes conchas.

É um símbolo de Poder e seu som afasta os maus espíritos e previne a aproximação de criaturas, que possam causar danos ou que atraiam desastres naturais.

O NÓ SEM FIM

 

Este nó não tem começo nem fim, e simboliza a compaixão  ilimitadas e a sabedoria.

Indica a continuidade da vida conforme as linhas se sobrepõem  na realidade da existência humana.

A FLÂMULA DA VITÓRIA

 

Originou-se nos estandartes militares de vitória carregados pelos indianos nobres.

 

Ela simboliza os métodos de ultrapassar problemas; também traz o desenvolvimento do conhecimento, sabedoria, compaixão, meditação e votos éticos.

 

RODA DO DHARMA

 

A Roda é um símbolo antigo da criação,  nobreza e proteção, que representa movimento e mudança.

É também  Dharma-Chacra ou Roda da Lei, que no Tibet significa a Roda da Transformação ou da Mudança Espiritual.

Também representa ultrapassarmos todos os nossos obstáculos e ilusões.

 

ou